Campanha Julho Rosa

Vivendo as relações em harmonia
Eu, o outro e a natureza

Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.
(Odes Ricardo Reis. Fernando Pessoa).

Esse poema de Ricardo Reis valoriza a autoaceitação, o empoderamento e o viver pleno e inteiro. É um convite para apreciarmos cada parte que compõe o nosso ser. A harmonia é a chave para uma vida saudável e podemos assumir um compromisso com a inteireza por meio de pequenas atividades cotidianas que muitas vezes são negligenciadas pelo modo de vida fragmentado da modernidade.

Na dimensão individual o primeiro passo para viver em harmonia é a respiração. Respiramos o tempo todo, mas quando estamos nervosos, tensos, inquietos não estamos conscientes do quanto a respiração é curta. Harmonizar a respiração,  permitindo que ela chegue na barriga, pode proporcionar o equilíbrio.

Como seres humanos, todos temos diferenças, assim como temos elementos comuns que compartilhamos com base na nossa humanidade comum. Além da nossa humanidade, cada pessoa tem a sua singularidade que a torna única. Se eu me vejo separada do outro, entro no piloto automático e julgo e, quando julgo não estou compreendendo. Não há compreensão com o julgamento.  Podemos explorar as diferenças pela perspectiva da curiosidade e não do julgamento. A escuta e a empatia proporcionam a compreensão sobre o quanto a diversidade potencializa a harmonia na interação com o outro.

O conceito de Interser concebido pelo monge budista Thich Nhat Hanh propõe que tudo contém tudo o mais. Se olharmos para uma folha de papel há uma nuvem flutuando. Sem nuvem, não haveria chuva; sem chuva, as árvores não poderiam crescer; e sem árvores, o papel não poderia ser feito. A nuvem é essencial para o papel existir. Nós não podemos simplesmente existir, nós só podemos interexistir.

Quando reencontrarmos a nossa verdadeira natureza, experienciaremos a compaixão por todos os seres e compreenderemos que não existe o “lado de fora” e que a harmonia nos convoca a integrar “o dentro e o fora”.

A UNIPAZ é a terceira Universidade da Paz no mundo, que durante 34 anos tem se posicionado na vanguarda do desenvolvimento de projetos específicos e inter-relacionados à Cultura de Paz.

Siga-nos nas redes sociais!

UNIVERSIDADE INTERNACIONAL DA PAZ
UNIPAZ SÃO PAULO

Rua Natividade, 72 • Vila Nova Conceição
CEP 04513-020 • São Paulo • SP
11 5083•4278 • [email protected]

Siga-nos nas redes sociais!

UNIVERSIDADE INTERNACIONAL
DA PAZ
UNIPAZ SÃO PAULO

Rua Natividade, 72
Vila Nova Conceição
CEP 04513-020 • São Paulo • SP
11 5083•4278
[email protected]

X