Percepções da Experiência de um Aprendiz na FHB

“Eu sempre fiz um discurso padrão: falo de pé para ser visto; alto para ser ouvido e pouco para ser aplaudido… E já agradecia e o evento começava… Mas, neste momento, na transformatura da minha Turma 3 da Formação Holística de Base (Núcleo Poços de Caldas), resolvi fazer diferente. Deixarei a emoção, a gratidão e o amor fluírem.”

Vejo a nossa Formação Holística de Base como uma “Reconstrução do Jardim da Terra“. 

Nossas Focalizadoras e Mestres procuraram sempre nos dar hospitalidade no sentido mais amplo da palavra. As vivências foram inesquecíveis na busca do verdadeiro conhecimento.

Como dizia o sábio Carlos Castañeda: ‘Um homem de conhecimento é o que desvela os mistérios do poder da sabedoria de modo honesto, persistente, sem precipitação nem hesitação’.  Assim senti que foi a caminhada até este momento…

Nosso Reitor Roberto Crema complementa: “As coisas não mudam; o que muda é o nosso modo de ver as coisas.”  Aprendi nessa busca que minha vontade controla a loucura de minha vida e, consciente da inutilidade de alguns atos, atuei assim mesmo. Essa é para refletir como beija-flores…

Durante a Formação, os seminários ofereceram ao espírito de cada participante confiança, em harmoniosa dança com a liberdade e o humor; sentimento essencial com sabor de chocolate…

Entendi que é preciso suspender o julgamento para que as coisas fluam. 

Houve momentos em que percebi um sonhador, olhando para alguém adormecido. Era EU mesmo.

É difícil aceitar ou rejeitar ‘seus dons de poder’ que foram provocados, despertados por nossos Mestres. A Verdade prevalece sempre.

A evolução de nossa turma, e de cada um com seu jeito e em seu tempo, foi fruto, sobretudo, da força do intento e do silêncio interior em alguns momentos também.

O grande desafio é o de não estagnar aquilo que, por natureza, é um processo infindável. Aprendemos que o contrário da PAZ é a estagnação. E a estagnação é uma NORMOSE, que nos impede de nos tornarmos realmente o que somos.

Entre nós, refletimos que o mundo é o que pensamos que ele é, mas, mudar o mundo é mudar o pensamento; proposta esta que tivemos durante toda a nossa Formação. Sempre haverá outra maneira de fazer alguma coisa.

Hoje, entendo que não me falta nada, aprendo com todos os seres o tempo todo, sinto GRATIDÃO.

Aprendendo tão somente por meio do AMOR, eu abençoo a nossa Essência. Nessa nossa “pedagogia do Beija-Flor”, algumas das coisas mais importantes são: saber dormir; saber sonhar e saber estar em vigília. Vivenciar a Presença em cada etapa dessa caminhada.

Uma frase me tocou profundamente em especial: ‘Nós somos aqueles pelos quais esperamos’.  

Antes de chegar na UNIPAZ, eu, particularmente, estava insatisfeito com a minha situação, talvez outros colegas também. O meu propósito de vida ainda não estava claro e, incrivelmente,  o meu caminho começou a fluir…

Um ensinamento muito importante que recebi foi o de que a felicidade não se resume na ausência de problemas, mas sim na nossa capacidade de lidar com eles. Somos educados para a dúvida, principalmente, em nós mesmos; não somos educados para prestar atenção em nós mesmos. Mas a FHB da UNIPAZ nos ensina a reconhecer quem verdadeiramente somos.

Nessa trilha, buscamos um equilíbrio. Podemos ir além dos desejos insatisfeitos, dos prazeres não realizados e das aquisições materiais para expressarmos uma Felicidade Plena. Tomar posse de nós mesmos é o desafio daqui por diante. Vamos estabelecer pequenas metas para um grande objetivo, pensando como um Beija-flor Gestor… 

Reconheci a necessidade da interiorização, muitas vezes incentivada em nossos seminários. Como grupo, colocamos a mão na massa, fizemos a nossa parte, confiamos e agradecemos. Entregaram-nos grandes oportunidades de melhorarmos como seres humanos.

Mas veio a pandemia em 2020/2021! 

Lembro-me do princípio da impermanência: ‘Tudo passa…’  Acredito que o devir determina também a transformação que buscamos. E nossa caminhada produz um incrível poder renovador. Precisamos muito de nossa Educação de Ouvir, muitas vezes disponibilizada na Unipaz. A tomada de consciência é chamada de despertar do ser. Estamos mais conscientes. Conscientia significa: ‘com conhecimento’.

Fomos convocados a trazer nossa Presença para este mundo em transformação.  Conhecendo-nos mais profundamente, seremos os verdadeiros Beija-flores Bombeiros… De forma sutil e irradiante, influenciaremos outros a nos seguirem. Ansiamos pela harmonia, paz, igualdade e fraternidade entre os homens. O Beija-Flor busca o aquijé, o néctar da plenitude, da graça divina, ensinou o Mestre Kaká Werá.

‘O mundo se move quando eu me movo’. Esta é uma reflexão no nível da PLENITUDE.

Constatei que a Formação Holística de Base na Unipaz é uma verdadeira inovação na educação, e, acreditem, eu também sou especializado em Gestão Educacional, com pós-graduação pela UNIVAS.  Para esta afirmação, portanto, não me posiciono apenas como aprendiz, mas como especialista que sou. Foquemos na Conspiração do Ser.

Mas a maior busca é focar na “mestria da autossustentabilidade”, conscientes de que vivemos numa grande rede de interdependência, assumindo que nossas ações individuais refletem para toda a humanidade.

Li vários livros indicados na FHB, mas o livro A Águia e o Colibri, escrito pelos nossos Mestres Roberto Crema e Kaká Werá, serviu de base e inspiração para este momento sublime. Nosso representante indígena brasileiro ensina que seremos o quinto povo. Entendi ser essa a abençoada miscigenação, a raça dourada: brancos, pretos, vermelhos e amarelos espalhados atualmente pelo mundo. Isso ocorrerá após a travessia do Vale de Lágrimas e o despertar da fantasia da separatividade. Tomara que essa profecia se realize rápido. Desejamos ver uma GLORIOSA luz para o destino humano.

Sintetizo a nossa caminhada pela Unipaz com a frase ‘O Universo é infinito no espaço e eterno no tempo, o que significa que nunca teve início e jamais terá fim’.

Gratidão e Amor sempre, abraço fraterno com sorrisos largos. 

Haylton Ary Novaes Junior é um profissional que busca atuar para o desenvolvimento sustentável das empresas na região do sul de Minas. Faz consultorias empresariais e empreende como MEI. Em 2018, recebeu o título de Cidadão Pouso Alegrense, pela Câmara Municipal de Pouso Alegre. Graduado em Direito pela FDSM, Pouso Alegre, MG. Pós-graduação em Gestão Executiva de Negócios, PUC Minas e Gestão Educacional, UNIVAS, Pouso Alegre, MG.

Siga-nos nas redes sociais!

UNIVERSIDADE INTERNACIONAL DA PAZ
UNIPAZ SÃO PAULO

Rua Natividade, 72 • Vila Nova Conceição
CEP 04513-020 • São Paulo • SP
11 5083•4278 • [email protected]

Siga-nos nas redes sociais!

UNIVERSIDADE INTERNACIONAL
DA PAZ
UNIPAZ SÃO PAULO

Rua Natividade, 72
Vila Nova Conceição
CEP 04513-020 • São Paulo • SP
11 5083•4278
[email protected]

X