Uma Nova Cultura Organizacional em Construção

“Para o caminhante não há caminho, o caminho se faz ao caminhar. Estamos em obras!” Luís Alberto Silva Santos

A Unipaz

Meu primeiro contato com a Unipaz São Paulo foi em 2009 em um Congresso Educacional. Na ocasião, eu estava à procura de caminhos, “ferramentas” e conhecimentos que potencializassem a minha atuação como educador de jovens e adultos na área de desenvolvimento humano e profissional. Foi quando me deparei com o stand da UNIPAZ – Universidade Internacional da Paz.

Eu procurava uma pós-graduação, queria ir mais longe, mergulhar um pouco mais nos caminhos da educação. Conhecer práticas e métodos mais avançados e eficientes nas potencialidades humanas e transformação social. Algo que me tocasse de maneira profunda, que pudesse estabelecer uma linha direta com a minha alma e que, de certa forma, engrandecesse o meu espírito para fazer mais e melhor pelo meu autoconhecimento e, ao mesmo tempo, facilitar esta possibilidade para centenas de jovens e adultos com os quais eu atuava no campo educacional. Extasiei-me com a proposta da Unipaz. Uma alegria e curiosidade imensa me invadiram. Meu interesse foi instantâneo e a certeza de que havia encontrado o que minha alma queria calou fundo em meu ser.

Ingressei na Formação Holística de Base para cursar a pós-graduação em Transdisciplinaridade em Liderança, Saúde, Educação e Cultura da Paz. Dois anos simplesmente maravilhosos, participando de seminários e vivências profundos, amorosos, reflexivos, desconstrutores de crenças e limitações conceituais aprisionantes.

A cada encontro tudo se modificava, um novo olhar se estabelecia, uma nova consciência emergia e se expandia para as estruturas de um mundo pessoal, social e planetário mais verdadeiro e que está muito além das ilusões estabelecidas. Ao unificar os campos da Ciência, Arte, Filosofia e Tradições, o caminho proporcionado na formação vai carinhosamente resgatando a nossa essência e, através de estudos, reflexões e vivências, trazendo-nos de volta para a unidade e superação da fragmentação doentia e normótica em que há centenas de anos estamos inseridos.

Tendo completado o caminho de formação, dei mais um passo para ser facilitador do seminário A Arte de Viver em Paz, que consiste na sistematização de uma metodologia desenvolvida por Pierre Weil, premiada e indicada pela UNESCO para a construção da Cultura de Paz no mundo.

A Liga Solidária

LIGA SOLIDÁRIA é uma Instituição Educacional e Assistencial fundada em 1923, com a missão de “contribuir com ações socioeducativas para conscientizar crianças, jovens e adultos de sua dignidade e seu potencial transformador”. Uma organização da sociedade civil (OSC), movida pela crença de que uma sociedade mais justa e com mais oportunidades é possível, se promovermos o encontro do amor, da solidariedade e do trabalho.

O Complexo Educacional Educandário Dom Duarte (EDD), uma área de 480 mil metros quadrados, é o principal polo de atuação da Liga Solidária. O nosso trabalho concentra-se nas periferias da cidade de São Paulo. Mais de 13 mil crianças, jovens, adultos e idosos em situação de alta vulnerabilidade social são beneficiados direta e indiretamente durante o ano em dez programas de Educação, Longevidade e Cidadania em parceria com o poder público.

Dentre as inúmeras atividades realizadas, destacam-se: visitas domiciliares, oficinas lúdicas para crianças, oficinas de musicalização, grupos de convivência, atendimentos individuais e grupais, oficinas para geração de renda, reuniões socioeducativas, esportes, eventos e passeios culturais.

Nova Cultura Organizacional

A Liga Solidária é uma instituição centenária interagindo em uma sociedade complexa, mesclada pela beleza da diversidade étnica, cultural e religiosa; embora profundamente marcada pela desigualdade social; mas que assume a necessidade imperativa de acompanhar as dinâmicas e mudanças que a realidade vai rapidamente colocando como exigência de adaptação para formas de compreensão e ações de trabalho mais harmoniosas e coerentemente conectadas com os desafios.

Neste sentido, fazia-se necessário a superação da visão meramente caritativa que durante tanto tempo foi a principal característica das ações e programas sociais em nosso país. Assim, iniciamos em 2014 um processo de Planejamento Estratégico. Um grupo de aproximadamente quarenta líderes passa a se reunir periodicamente em processos de imersão e reflexão. Mediados por facilitadores especializados, nos debruçamos sobre alguns questionamentos e questões provocativas para novas possibilidades de ações e transformações individuais, institucionais e sociais. O despertar para a percepção da necessidade inevitável de mudança institucional e individual internas partiu de uma frase muito bem colocada por Pierre Weil, o idealizador da Unipaz : “É você que, com a sua própria transformação contribuirá para a transformação dos outros”.

Assim, as contribuições reflexivas começaram a tomar formas em procedimentos, processos e ações, agora mais articulados com uma nova energia, um novo olhar, uma nova maneira de pensar, ser e fazer o nosso trabalho com mais sentido social e existencial para todos os envolvidos.

Denominamos toda esta estratégia e construção cultural de LigAção. Estratégia e Cultura são irmãs em relação simbiótica; há uma dinâmica contínua entre ambas. Não adianta fazermos planos incríveis e sofisticados de mudança, com objetivos muito bem estruturados e lógicos, que respondam de forma adequada às necessidades de nosso ecossistema organizacional se nos esquecermos das pessoas. São elas, as pessoas, que realizam, que estão na linha de frente, nas ações, interações e procedimentos. São elas que fazem os planos darem certo ou não.

Na implantação de uma nova Estratégia Organizacional, será crítico o alinhamento das pessoas com a Cultura, que se revela justamente no quanto os colaboradores e colaboradoras se engajam na implantação dos planos, se interiorizam e se comprometem com eles. A Cultura de uma instituição é composta de valores e paradigmas compartilhados por todos os gestores e colaboradores. É o DNA coletivo, uma forma de ser, fazer e estar na instituição e no mundo.

Na Liga Solidária, os eixos estratégicos da nova Cultura foram desenvolvidos em conjunto com toda a liderança. Isso tem sido decisivo para o sucesso dessa implantação. Criar uma Cultura Organizacional na qual as pessoas abraçam a responsabilidade por si mesmas, pelas demais e pela instituição foi o ponto central do LigAção. Como resultado de um processo colaborativo, foram desenvolvidos quatro eixos de atuação e grupos de trabalho responsáveis pela disseminação dos eixos: Ação SolidáriaCultura da PazProtagonismo em Rede e Desenvolvimento Integral.

Um dos momentos mais impactantes deste processo foi o dia 10 de abril de 2017, quando a presidência da instituição e todos os gestores de todas as unidades, departamentos e áreas participaram do seminário A ARTE DE VIVER EM PAZ. Uma nova realidade, então, se iniciou. Foi um dia lindo, mágico, memorável e inesquecível.

Luis Alberto Silva Santos 400 300

Eu entendia que para a implementação da cultura seria importantíssimo que a gestão da instituição vivenciasse a proposta do seminário, de modo que ao colocar a possibilidade, tinha a esperança e acreditava que seria o momento energizador e impulsionador para a caminhada. E assim aconteceu.

Todo esse movimento criado na perspectiva de que as pessoas tornem-se protagonistas de uma prática dialógica, interativa e colaborativa tem um efeito recursivo, pois, ao compreenderem e abraçarem os seus papéis na autotransformação e facilitação da mudança, demonstram propriedade crescente para gerar o verdadeiro desenvolvimento, tanto para si quanto para a organização, o que vai produzindo maior transparência e abertura, melhoria no trabalho em equipe e na confiança, gerando comunicação mais eficaz e diálogo. Ou seja, a mudança da Cultura se faz também na forma de comunicar a mudança da Cultura.

Este é o nosso caminho. Esta é a nossa missão. Isto é Ação Solidária, Protagonismo em Rede, Desenvolvimento Integral com Cultura da Paz.

Para o caminhante não há caminho, o caminho se faz ao caminhar. Estamos em obras!

Luís Alberto Silva Santos é um ser humano que sonha e trabalha pela manifestação do Amor e da Paz. Pedagogo com pós-graduação no curso Transdisciplinaridade em Liderança, Saúde, Educação e Cultura da Paz. Facilitador do seminário A Arte de Viver em Paz. 30 anos atuando com Educação e Desenvolvimento Humano. Focalizador de Danças Circulares. Reiki Master. Facilitador em rodas de Terapia Comunitária Integrativa.

Siga-nos nas redes sociais!

UNIVERSIDADE INTERNACIONAL DA PAZ
UNIPAZ SÃO PAULO

Rua Natividade, 72 • Vila Nova Conceição
CEP 04513-020 • São Paulo • SP
11 5083•4278 • [email protected]

Siga-nos nas redes sociais!

UNIVERSIDADE INTERNACIONAL
DA PAZ
UNIPAZ SÃO PAULO

Rua Natividade, 72
Vila Nova Conceição
CEP 04513-020 • São Paulo • SP
11 5083•4278
[email protected]